Pesquisar este blog

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

PARA QUE SERVE A IGREJA???

 O mundo religioso tem seu mais novo personagem: o evangélico não praticante. A informação aparece nos resultados das últimas pesquisas realizadas pelo Centro de Estatísticas Religiosas e Investigações Sociais (Ceris) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas pela reportagem O novo retrato da fé no Brasil, publicada na edição 2180 da revista ISTOÉ, de agosto último.
Os evangélicos não praticantes são definidos como “os fiéis que creem mas não pertencem a nenhuma denominação”, sendo cada vez maior o número de pessoas que “nascem em berço evangélico – e, como muitos católicos, não praticam sua fé”. Os dados revelam que “os evangélicos de origem que não mantém vínculos com a crença saltaram, em seis anos, de 0,7% para 2,9%. Em números absolutos, são mais de 4 milhões de pessoas nessa condição”.
As pesquisas apenas confirmaram uma tendência há muito identificada, a saber, o crescente número de pessoas que buscam espiritualidade sem religião, e deseja a experiência da fé sem a necessidade de submissão às instituições religiosas. É o fenômeno da fé privatizada, em que cada um escolhe livremente o que crer, retirando ingredientes das prateleiras disponíveis no mercado religioso.
O novo cenário faz surgir perguntas que exigem respostas urgentes: Para que serve a igreja? Qual a função da comunidade cristã na sociedade e na experiência pessoal de peregrinação espiritual?
A experiência dos cristãos no primeiro século, no dia seguinte ao Pentecostes, narrada no livro dos Atos dos Apóstolos [2.42-47; 4.32-35], serve de referência para a relevância da vivência em comunidade.
Para que serve a igreja? A igreja serve para manter viva a memória da pessoa e obra de nosso senhor Jesus Cristo: “Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos”. Em tempos chamados pós modernos, quando as crenças são desvalorizadas e as verdades se tornam subjetivas e particulares, é importante saber não apenas em quem se crê, e os cristãos compreendem a fé como confiar em uma pessoa, Jesus Cristo, mas também saber o que se crê, e por isso os cristãos chamam de fé também um conjunto de crenças e afirmações a respeito do Deus em quem crêem–confiam. O Evangelho é uma boa notícia, e os cristãos devem saber qual é essa notícia. A igreja é a comunidade que preserva a memória de Jesus, sua pessoa e obra.
Para que serve a igreja? A igreja serve para manter viva a esperança que se fundamenta na abertura para o mistério divino: “Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos [...] com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus”.
Em tempos de banalização do sagrado, as pessoas perdem a noção do que Rudolf Otto chama “mysterium tremendum”, isto é, já não têm na alma o temor que coloca o homem de joelhos diante da manifestação do divino e nem mesmo esperam que tal aconteça. A igreja é a comunidade que preserva a expectativa de que o céu se abra, de que o favor divino se derrame sobre a terra.
Enquanto o mundo vai se tornando cada vez mais frio e fechado, condenado às estreitas possibilidades da racionalidade e dos limites do poder humano, a igreja fala do milagre como possibilidade real e os cristãos se dedicam às orações.
Para que serve a igreja? A igreja serve para manter viva a oferta do amor de Deus em resposta à solidão humana: “Eles se dedicavam à comunhão, ao partir do pão [...] Todos os que criam mantinham se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade [...] Da multidão dos que creram, uma era a mente e um o coração. Ninguém considerava unicamente sua coisa alguma que possuísse, mas compartilhavam tudo o que tinham.
Não havia pessoas necessitadas entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da venda e o colocavam aos pés dos apóstolos, que o distribuíam segundo a necessidade de cada um”. Em tempos de individualismo, egoísmo, segregação, e competição darwinista, a igreja é a comunidade da fraternidade, da partilha, da solidariedade e da generosidade. A igreja é a comunidade da aceitação, do perdão e da reconciliação. É na igreja que se concretiza a oração de Jesus a respeito de Deus e os homens: “que sejam um”.
Para que serve a igreja? A igreja serve para manter vivos os sinais do reino de Deus na história: “grandiosa graça estava sobre todos eles”. Conforme Jung Mo Sung, “a igreja é o povo de Deus a serviço do testemunho da presença do Reino de Deus”, que se completa com a afirmação de Ariovaldo Ramos: “a igreja deve viver o que prega para poder pregar o que vive”. A igreja é a comunidade em que o anúncio da presença do Reino de Deus entre os homens é seguido do convite desafio: “Vem e vê”, pois o Evangelho de Jesus Cristo não é apenas uma mensagem em que se deve crer, mas principalmente um novo tempo em que se deve viver.
Para que serve a igreja? A igreja serve para manter viva a esperança da ressurreição: “Com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus”. Quando o lacre romano do túmulo de Jesus foi rompido no domingo da ressurreição, a vida afirmou sua vitória sobre os agentes promotores e mantenedores da morte, sobre os processos de morte, que serão enfrentados pela esperança de que um dia a própria morte, último inimigo, cairá de joelhos diante do Senhor da vida.
A igreja é a comunidade dos que se rebelam contra a morte em todos os lugares e todas as dimensões, e contra ela lutam com todas as forças que recebem do doador da vida.
A igreja é a comunidade dos que já não vivem com medo da morte (Hebreus 2.14), dos que anunciam e vivem dimensões da vida, e dos que profetizam a ressurreição até o dia quando, aos pés do Cristo de Deus, celebrarão a vitória daquele que no Apocalipse diz: “Não tenham medo. Eu tenho as chaves da morte e do inferno”, pois “Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o último. Sou aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para todo o sempre!”. Amém.

 Extraido de www.edrenekivitz.com

terça-feira, 24 de maio de 2011

E para você quem EU sou?

E para você quem EU sou?????
Cara, se Jesus chegasse hoje e te perguntasse assim com fez com os seus discípulos, qual seria sua resposta?
É muito comum hoje em dia vermos todos falando de Deus, como sendo pai, amado, justo, fiel, bondoso, ... mas e Jesus? Quem tem sido na sua vida de “cristão”, seguidor dEle? Você realmente sabe em quem tem crido e seguido? Como tenho vivido minha vida com Jesus?
Daí talvez seja a grande vantagem de Pedro, quando sem titubiar respondeu ser ele o Cristo. Pedro vivia com Jesus, ele não somente ouvia falar de algo que tinha feito por nós (no final de semana), quase como uma obrigação, mas ele tinha uma vida junto com Jesus.
A grande maravilha que vejo em Jesus é poder ter um Deus vivo, que abriu mão de ser Deus ao lado do Pai no céu, e veio aqui como homem para que eu possa ter um relacionamento pessoal com Ele. Não sei quanto a você mas sei que Ele me amou tanto que não se contentou em ficar somente me olhando de longe, Ele veio até aqui por que me ama. E ainda mais, deixou o seu Espírito Santo como meu consolador para que pudesse manter contato pessoal com Ele.
Não tenho a mínima pretensão de esgotar o assunto ou dizer que tenho uma definição pronta sobre quem é Jesus, mais gostaria de incentivar a você que buscasse conhecer melhor, e para conhecer alguém nada melhor do que andar com Ele e viver junto dEle. 

sábado, 30 de abril de 2011

Dez Mandamentos

Traduções contemporâneas dos dez mandamentos


I Não terás outros deuses 

Não crerás na existência de outros deuses, senão de Deus.
Não explicarás o universo senão em relação a Deus.
Não terás outro critério de verdade senão Deus.
Não te relacionarás com pseudodivindades, senão com Deus.
Não dependerás de falsos deuses, senão de Deus.
Não terás satisfação em nada que exclua Deus.
II Não farás imagens 
Não tratarás como Deus o que não é Deus.
Não compararás Deus com qualquer de suas criaturas.
Não atribuirás poder divino a qualquer das criaturas de Deus.
Não colocarás nenhuma criatura entre ti e o teu Deus.
Não diminuirás Deus para que possas compreendê-lo ou dominá-lo.
Não adorarás qualquer criatura que pretenda representar Deus.
III Não tomarás o nome do teu Deus em vão 
Não dissociarás o nome da pessoa de Deus.
Não colocarás palavras na boca de Deus.
Não te esconderás atrás do nome de Deus.
Não usarás o nome de Deus para te justificares.
Não te relacionarás com uma idéia a respeito de Deus, senão com o próprio Deus.
Não semearás dúvidas respeito do caráter e da identidade de Deus.
IV Lembra-te do sábado 
Não deixarás de dedicar tempo exclusivamente para Deus.
Não deixarás de prestar atenção em Deus.
Não deixarás de descansar em Deus.
Não derivarás teu valor da tua produtividade.
Não tratarás a vida como tua conquista.
Não deixarás de reconhecer que em tudo dependes de Deus.
V Honra teu pai e tua mãe 
Não negarás tua origem.
Não terás vergonha do teu passado.
Não deixarás de fazer as pazes com tua história.
Não destruirás a família.
Não banalizarás a autoridade dos pais em relação aos filhos.
Não deixarás teu pai e tua mãe sem o melhor dos teus cuidados.
VI Não matarás 
Não tirarás a vida de alguém.
Não tirarás ninguém da vida.
Não negarás o perdão
Não farás justiça com tuas mãos movidas pelo ódio.
Não negarás ao outro a oportunidade de existir na tua vida.
Não construirás uma sociedade que mata.
VII Não adulterarás
Não farás sexo.
Não farás sexo na imaginação.
Não farás sexo virtual.
Exceto com teu cônjuge.
Não te deixarás dominar pelos teus instintos físicos.
Não terás um coração leviano e infiel.
Não te satisfarás apenas no sexo, mas te realizarás acima de tudo no amor.
VIII Não furtarás 
Não vincularás tua satisfação às tuas posses.
Não te deixarás dominar pelo desejo do que não possuis.
Não usurparás a propriedade e o direito alheios.
Não deixarás de praticar a gratidão.
Não construirás uma imagem às custas do que não podes ter.
Não pensarás só em ti mesmo.
IX Não dirás falso testemunho 
Não dirás mentiras.
Não dirás meias verdades.
Não acrescentarás nada à verdade.
Não retirarás nada da verdade.
Não destruirás teu próximo com tuas palavras.
Não dirás ter visto o que não vistes.
X Não cobiçarás 
Não viverás em função do que não tens.
Não desprezarás o que tens.
Não te colocarás na condição de injustiçado.
Não desdenharás os méritos alheios.
Não duvidarás da equanimidade das dádivas de Deus.
Não viverás para fazer teu o que é do teu próximo, mas do teu próximo o que é teu
.

terça-feira, 29 de março de 2011

AMAR A SIM MESMO

O mandamento bíblico de “amar a si mesmo” não deve ser confundido com expressões piegas do tipo achar-se admirável, apreciar as próprias qualidades, acreditar em si mesmo ou considerar-se uma pessoa extraordinária. Na verdade, amar a si mesmo é o oposto disso. Implica aceitar a própria fraqueza e limitação, admitir o pecado que mora dentro deste si mesmo egocêntrico, e mesmo julgando-se uma pessoa detestável, cuidar de si e não desistir de viver nem entregar-se à auto-destruição, evitando a auto-condenação no implacável tribunal da consciência lúcida. O amor não diz nada a respeito de quem é amado. Diz tudo a respeito de quem ama. O que é incrível nesse mandamento bíblico é que sugere que mesmo pessoas tão desprezíveis como você e eu são capazes de amar. Muito provavelmente porque de alguma forma em alguma dimensão somos alcançados pelo amor do Cristo, e passamos a amar como Cristo amou, não apenas a nós mesmos, mas a todos quantos cruzam nosso caminho.


Extraido de www.edrenekivitz.com.br

sábado, 26 de março de 2011

Páscoa

Extra! Extra!
Eis que o nosso Heroi, depois de ter vencido todas as ciladas do príncipe deste mundo, depois de ter sido abandonado pelos seus amigos, ter sofrido perseguições, ter suado sangue, ter sido caluniado... Ele continua firme na Sua luta para reconquistar o nosso bem que havíamos perdido.
Porém, um inimigo gigante se aproxima, o qual até então ninguém jamais o havia derrotado. E ele se levanta contra o nosso Heroi, parece estar pronto para vencer a batalha.
A luta começa com efeitos especiais, o sol se apaga sobre toda terra durante três horas, o véu do templo se rasga, todos que estão presenciando a luta ficam aterrorizados...
O nosso Heroi está sendo vencido pelo seu adversário, a invicta Morte.
Será o fim do nosso Heroi? Será que não veremos mais aquele que tinha vencido a Sombria Cegueira, a Discriminante Lepra, aquele que passou por cima do Mar Furioso e o deixou calminho, o nosso Herói que tinha dado um olé no diabo em suas armadilhas no deserto... será este o fim do nosso Heroi????

O que? Pare tudo!!! Não acredito!!! É verdade???

Sim. O nosso Heroi, depois de três dias de luta, sem transmissão nem mesmo em canal fechado, Ele volta para seus amigos após ter finalizado a luta com a Morte (ela já não é mais invicta).
Ele venceu a morte!!!!
Este era o ultimo inimigo que faltava para o resgate do nosso tesouro. E esta luta Ele dedica a você, dando a recompensa a você que crê Nele como seu Senhor.
Como não adorar o nosso Heroi, Jesus Cristo.

Nesta páscoa conte esta história verdadeira em sua casa. Celebre com sua família a vitória do nosso Senhor, que nos dá uma vida em abundância.
Que Jesus, nosso maior tesouro, herói da nossa história, seja sempre vivo em você, na sua casa e família.

Anderson Caum

terça-feira, 8 de março de 2011

QUEM É TEU DEUS?????

Êxodo 20:1–6

Teu deus é aquilo que você não abre mão. Você abre mão de qualquer coisa na sua vida menos do seu deus; pois ele é a razão da tua felicidade, o motivo da sua alegria.
Um ídolo é a personificação deste teu deus. Muitas vezes criamos ídolos no nosso dia-a-dia. Quando tiver aquele carro serei feliz! Ou quando tiver aquela casa serei feliz, ou aquela namorada, ou filho, emprego...

Na reunião desta semana iremos discutir um pouco sobre este texto de Êxodo.

Perguntas auxiliares:
- Você crê que seu Deus é onipotente?
- Se Ele é onipotente, porque teria razão de pedir ajuda para outro deus (ídolo, santo, imagem...) em algo que você quer?
- No versículo 3, no hebraico a tradução de “além de mim” , quer dizer “ em hostilidade contra”. Você tem feito seu coração um campo de batalha para Deus?
-  É maravilhoso ter um Deus zeloso. Como você entende o zelo de Deus em relação a sua vida? Um ciúme sem sentido ou um sinal de um amor imerecido?

Que o Senhor abençoe sua vida nesta semana!!!!

AnderK1

segunda-feira, 7 de março de 2011

domingo, 6 de março de 2011

sexta-feira, 4 de março de 2011

O PROPÓSITO DO CASAMENTO - PAUL WASHER (parte 1)

Destronando visões populares de felicidade conjugal 


video

Autor : Paul Washer
Extraido de www.voltemosaoevangelho.com

quarta-feira, 2 de março de 2011

O SEMPRE E O DE VEZ EM QUANDO

O sempre e o de vez em quando

Outro dia alguém pinçou uma de minhas afirmações para dizer que eu não acredito em milagres. A afirmação que fiz foi que Deus deseja fazer algo em nós, e não necessariamente por nós. De fato, representa muito do meu pensamento: a principal obra de Deus no humano é a conformação do humano à imagem de seu Filho Jesus, que Paulo, apóstolo, chama de “primogênito entre muitos irmãos”. Mais do que fazer coisas boas para o ser humano, Deus está comprometido em transformar o ser humano, ainda que isso custe deixar ou permitir que coisas ruins aconteçam a este ser humano em processo de transformação. Deus não atua no ramo de “conforto para os fiéis”. Deus atua no ramo de transformação do humano à imagem de Jesus Cristo.
Daí a extrapolar que eu não acredito em milagres é um pulinho. Confundir a ênfase da minha teologia – “Deus faz em nós, e não necessariamente por nós”, com “Deus nunca faz nada por nós”, é até compreensível.

Na verdade, o que pretendo dizer é melhor compreendido quando se dá atenção ao “não necessariamente”: Deus deseja fazer algo em nós, e não necessariamente por nós. Sublinhe o “não necessariamente”. Isso significa que Deus pode fazer e pode não fazer, e que o fazer ou deixar de fazer é imponderável, afetado por muitas variáveis que extrapolam o nosso controle e nosso entendimento. O que acredito, portanto, é que Deus sempre deseja fazer algo em nós, mesmo quando não faz algo por nós. Deus está sempre agindo para nossa transformação, mesmo quando não atua em nossas circunstâncias.
Por esta razão, minha conclusão é óbvia e simples: não devemos pautar nosso relacionamento com Deus na expectativa de que Ele faça algo por nós, mas na certeza de que Ele deseja fazer algo em nós. Quando Ele faz algo por nós, amém, quando não faz, amém também. O que não podemos permitir é que a expectativa de que Ele faça algo por nós nos deixe cegos ou imobilizados para o que Ele quer fazer em nós.
A maioria dos cristãos baseia seu relacionamento com Deus na dimensão “por nós”: o Deus de milagres, o Deus de poder. Alguns poucos baseiam seu relacionamento com Deus no “em nós”: o Deus de amor que nos constrange a viver para Ele e não para nós mesmos, onde viver para Ele implica sempre morrer para si mesmo, tomar a cruz e meter o pé na estrada. O milagre é problema (ou solução) de Deus. A fidelidade é problema meu. Atuar em minhas circunstâncias é o imponderável do mistério de Deus. Atuar em mim é o essencial do propósito de Deus. Você escolhe a base de sua relação com Deus: aquilo que pode acontecer ou não (o milagre), ou aquilo que certamente acontece (a transformação).

Autor: Ed Rene Kivitz

sábado, 26 de fevereiro de 2011

CONHEÇA O EVANGELHO

 
No Essencial: Washer desta semana, Washer nos chama a conhecer o glorioso evangelho de Jesus Cristo:
Eu quero submeter a você esta noite que este país não é endurecido ao evangelho. É ignorante do evangelho, porque a maioria dos seus pastores o é. E deixe-me repetir isto. O problema deste país não são os políticos liberais, a raiz de socialismo, Hollywood ou qualquer outra coisa. É o, assim chamado, pastor evangélico de nossos dias e o pregador de nossos dias e o evangelista de nossos dias. É aí que o problema deve ser encontrado. Nós não conhecemos o evangelho. Nós pegamos o glorioso evangelho de nosso Bendito Deus e o reduzimos a “quatro leis espirituais” e “cinco coisas que Deus quer que você saiba”, com uma pequena e supersticiosa oração no final que se alguém repetir depois de nós com bastante sinceridade nós o declaramos de uma forma papal, nascida de novo. Nós trocamos regeneração por “decisionismo”. [...]
Quando você deixa de lado o evangelho e não há mais nenhum poder em sua suposta mensagem do evangelho, você, então, tem que recorrer a todos aqueles pequenos truques de mercado, que são tão proeminentemente usados hoje em dia para converter os homens. E nós todos conhecemos a maioria deles. Todos eles não funcionam. [...]
Agora você sabe por que aquele pequeno evangelho que você prega não tem nenhum poder? Porque não é nenhum evangelho. Vá ao evangelho. Gaste sua vida em seus joelhos. Se afaste dos homens. Estude a cruz.
Por Paul Washer. © HeartCry Missionary Society Inc. Website: heartcrymissionary.com
Tradução e adaptação: voltemosaoevangelho.com
Permissões:
Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

SERVIR: PRIVILÉGIO DE POUCOS

SERVIR: PRIVILÉGIO DE POUCOS


É natural ao coração humano a busca de conforto, status, poder e tudo quanto vem agregado a estas realidades. Tiago, João e sua mãe foram até Jesus solicitar tais privilégios na consumação do reino de Deus. Jesus não disse nem que sim, nem que não, mas aproveitou para reforçar que o reino de Deus é reino de servos e, portanto, os servos são os verdadeiros governantes do mundo. No reino de Deus, o privilégio e o ônus de governar não é das “pessoas importantes”, mas dos servos, até porque, governar é servir. No reino de Deus, a maneira de governar não é exercendo domínio sobre os governados, mas servindo os governados, até porque, governar é servir. Na lógica do reino de Deus, o oposto também é verdadeiro: servir é governar.
Para servir é necessário sair da zona de conforto, isto é, fazer o indesejado, dedicar tempo para tarefas pouco atraentes, assumir responsabilidades desprezadas pela maioria, fazer “o trabalho sujo”, enfim fazer o que ninguém gosta de fazer. Para servir é necessário vencer o orgulho, isto é, se dispor a ser tratado como escravo, ter os direitos negligenciados, ser desprestigiado, sofrer injustiças, conviver com quase nenhum reconhecimento, enfim, não se deixar diminuir pela maneira como as pessoas tratam os que consideram em posição inferior. Para servir é necessário abrir mão dos próprios interesses, isto é, pensar no outro em primeiro lugar, ocupar-se mais em dar do que em receber, calar primeiro, perdoar sempre, sempre pedir perdão, enfim, fazer o possível para que os outros sejam beneficiados ainda que às custas de prejuízos e danos pessoais.
Não é por menos que em qualquer sociedade humana existem mais clientes do que servos. Servir não é privilégio de muitos. Servir é para gente grande. Servir é para gente que conhece a si mesma, e está segura de sua identidade, a tal ponto que nada nem ninguém o diminui. Servir é para gente que conhece o coração das gentes, de tal maneira que nada nem ninguém causa decepção suficiente para que o serviço seja abandonado. Servir é para quem conhece o amor, de tal maneira que desconhece preço elevado demais para que possa continuar servindo. Servir é para quem conhece o fim a que se pode chegar servindo e amando, de tal maneira que não é motivado pelo reconhecimento, a gratidão ou a recompensa, mas pelo próprio privilégio de servir. Servir é para gente parecida com Jesus. Servir é para muito pouca gente.
por Ed René Kivitz

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

COMO GLORIFICAR A DEUS NO TRABALHO

video


DOWNLOAD: Por John Piper. © Desiring God. Website:desiringGod.org
Tradução e Legenda: voltemosaoevangelho.com 

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

O PORCO!!!!!!

Do que você tem enchido o seu corpo e seu coração?
Do banquete do rei ou de lixo? 


Entendendo um pouco sobre regeneração:




video

Por Paul Washer. © HeartCry Missionary Society Inc. Website: heartcrymissionary.com
 Tradução e Legenda: Canal Estreito Caminho

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Como ter um novo começo (parte V)

5º - CONFIANÇA

Confio em Deus para me ajudar a ter sucesso. Dependa dEle. Não dependa de você. Você já provou que você não pode fazer isto por conta própria. É por Isso que você falhou. Algumas pessoas não aprendem. Eles tropeçam e caem e então eles se levantam e dizem, " eu tentarei mais duro "! é como você subir uma parede e bater sua cabeça e a parede não cai. Você tenta isto novamente e Bang! Novamente. Você continua fazendo isto pensando, " Talvez cairá desta vez". Isso é a definição de loucura - fazendo o mesmo de novo e de novo, esperando resultados diferentes. Alguns de você estão tentando para correr uma corrida de 100 metros em uma pista de 90 com um muro no fim. Você continua batendo contra a parede e se pergunta, " Por que não muda nada "? Porque você não pode mudar por conta própria. Assim algumas pessoas não aprendem isto. Quando eles tropeçam e falham, eles tentam mais duro. Faça algumas resoluções novas.
Você não adquire um novo começo tentando. Você adquire um novo começo confiando.

Zacarias 4:6 " ` Não por força nem por poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos exércitos." O segredo de sucesso não é recomeçar tentando, mas confiando. Você gostaria de limpar a lousa? Você alguma vez pensou " eu gostaria de redesenhar minha vida do chão para cima "?

" Quando alguém se torna um Cristão, ele se torna uma pessoa nova por dentro. Ele não é o mesmo mais. Uma vida nova começou "! Deus se especializa em começos novos. Jesus tem o poder para fazer isso. É chamado nascer de novo. Não significa reencarnação. Tampouco significa chance para recomeçar. Um novo começo. Deus diz, " eu não quero que você remende de novo. Eu vou lhe dar uma vida inteira nova. Como Ele transforma um negativo em um positivo? Ele pega o menos em sua vida e os transforma em um positivo fazendo uma cruz. Jesus foi pendurado para que você pudesse descer. Ele morreu na cruz por tudo sobre o que você se sente mal. Ele foi crucificado entre dois ladrões para que você pudesse deixar de se crucificar em cima desses fracassos passados. Isso é chamado graça. Você diz, " Mas eu desperdicei tantos anos ". A Bíblia diz em Joel, " eu restabelecerei os anos que os gafanhotos comeram ". Em Isaias " eu lhe darei beleza no lugar de cinzas ".

Este ano, 2011, vamos juntos e como indivíduos pedir para Cristo que nos ajude a fazer um começo novo.

Oração:

Faça esta oração: " Querido Deus, só Você pode saber completamente a ferida em meu coração. Você me viu tropeçar. Você me assistiu na queda. Você me assistiu na falta. Você sabe as áreas de minha vida que eu estou envergonhado. Você sabe onde eu feri outros quando eu não soube que eu estava fazendo isto. Pai, Você também sabe como eu fui ferido por outras pessoas. Hoje, como eu começo o ano novo eu Lhe peço que me dê um novo começo. Primeiro eu aceito responsabilidade por minha parte dos problemas em minha vida. Eu vou deixar de dar desculpas. Me perdoe por não escutar a Você. Me perdoe por pensar que eu sei melhor. Me ajude a levar em conta o bem que Você trouxe em minha vida. Me ajude a aprender de minhas experiências. Hoje eu quero agir com fé. Nesta oração simples, eu abro minha vida a Você. Eu Lhe peço, Jesus, para ser meu salvador. Eu Lhe peço para me perdoar e me guiar daqui em diante. Me ajude a enfocar em Você e na Sua palavra. Eu quero confiar em Você me dê o poder para recomeçar e fazer a coisa certa daqui em diante. Entre em minha vida e tome a direção. Em Seu nome. Amém ".
Cláudio Oliver , pastor da Igreja do Caminho

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Como ter um novo começo (parte IV)


4º- TENHA UM NOVO FOCO

Eu preciso refocar meus pensamentos se eu quero mudar minha vida. Se eu quero continuar, se eu quero um novo começo, eu preciso repensar o modo que eu penso. Eu preciso mudar minha mente sobre vários assuntos. Provérbios 4:23 “Guarda com toda a diligência o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida” ou seja," Têm cuidado como você pensa. Sua vida é amoldada por seus pensamentos ". O modo que você pensa, determina o modo que você sente. Se você está agindo de um modo deprimido, desencorajado enquanto começamos este ano novo, é porque você está pensando pensamentos deprimidos, desencorajados. Isso é sua escolha. Você não tem que pensar esses pensamentos. Se você está agindo de modo temeroso, preocupado é porque você está pensando pensamentos temerosos, preocupados.

A Bíblia diz " transformados renovando suas mentes ". Se eu tenho que refocar meus pensamentos para recomeçar, para adquirir um novo começo, isso significa que eu tenho que deixar de pensar alguns padrões velhos. A Bíblia diz: deixa ir. Deixe essas coisas. Há coisas que você lamenta que aconteceram em sua vida, há coisas que você está envergonhado. Há enganos, fracassos, decisões ruins, tolas. Mas toda vez que você os pensa inúmeras vezes, você está aos poucos reforçando este padrão em sua mente. Seu passado é passado! Terminou, acabou. Nunca vai estar novamente com você. O livro está fechado, a porta está fechada. O passado não o pode ferir a menos que você escolha deixar isto o ferir se agarrando à memória disto. Quanto mais você se agarra àquela memória, mais você ensaia isto, continua o ferindo hoje. Não o pode ferir sem sua permissão. Você tem que mudar sua mente e deixar ir e adquirir liberdade dessas recordações dolorosas, nocivas de vergonha e culpabilidade e outras coisas.

Como você faz isso?

Primeiro, confissão. Você diz, " eu confessei a Deus mas eu ainda sinto culpado. Como eu adquiro liberdade de uma memória dolorosa? " Não resistindo a isto, mas substituindo isto. Não dizendo, " eu não vou pensar nisto! Eu não vou pensar nisto! O que você está fazendo o tempo inteiro? Pensando nisto! Pare de enfocar no que você não quer e comece a enfocar no que você quer. Qual é a melhor coisa para ter um novo foco? A palavra de Deus. A verdade. Salmo 1 " Feliz esses que sempre estão meditando na palavra de Deus. Eles são iguais árvores ao longo de um rio que não seca. Eles têm sucesso em tudo eles fazem ".
É interessante que a Bíblia não diz, " Se você lesse este livro, você ficaria contente e próspero ". não diz, " Se você ouve a este livro, como por um sermão, você será contente e próspero ". diz " Se você medita nisto é que você estará contente e próspero ". Meditar significa que eu reflito nisto e em cima do que isto significa em minha vida. Eu luto com isto, considero isto e considero as implicações para minha vida. Quando você enche sua mente da palavra de Deus, sua mente começa a mudar. Você começa a deixar de se ver como outras pessoas o vêem ou como você se viu e começa a se ver como Deus faz. Isso é onde a mudança acontece. Isso é o poder para recomeçar.
Quando eu leio minha Bíblia, eu acho histórias das pessoas que eram assassinos e adúlteros e mentirosos e fraudes e fracassos totais e fizeram todos os tipos de coisas desprezíveis. E Jesus deu para todos eles um começo novo.

Se há qualquer coisa que eu quero dizer a você, é isto: Apesar dos fracassos que você teve em sua vida em 2010 ou mais cedo, há esperança. E nunca é muito tarde para recomeçar. Sempre é muito cedo para desistir. Você nunca é um fracasso até que você desiste. Jesus diz que você importa para Ele, e Ele pode devolver o resto de sua vida de um modo diferente , se você Lhe der os pedaços. Ele trocará a paz dele por seus pedaços.

Assim nós chegamos ao quinto passo. 


Autor : Claudio Oliver, pastor da igreja do Caminho de Curitiba